Muito prazer, Dona Vitamina D

Após fazer um exame de sangue de rotina, descobri que estava com deficiência de vitamina D, e grande, metade do mínimo que serve de referência. Minha ginecologista então me prescreveu a vitamina em cápsula, que deverá ser consumida durante 3 meses consecutivos. Como boa jornalista, fui em busca de mais informações, e para minha surpresa, descobri o quanto ela é importante para a saúde.  Muita gente desconhece, mas o sol é a principal fonte de vitamina D.

imageimageSou de uma geração que muito ouviu falar sobre os malefícios do sol, por isso tenho trauma só de pensar em não usar protetor solar.  O déficit de vitamina D pode causar uma série de problemas, como enfraquecimento dos ossos, alterações cerebrais, inflamações, aumento da pressão arterial, obesidade, diabetes, entre várias doenças. E não estou exagerando.  A lista é tão imensa, que fiquei assustada. O fato é que aos 43 anos tenho que mudar hábitos para não adoecer. Sem contar a preocupação com as gordurinhas, agora tenho que consumir também alimentos que contenham a danada da vitamina D. Quando peguei a lista, outra decepção: peixes de água salgada, como sardinha, salmão, além do leite, que não sou muito fã são ricos desse nutriente. Infelizmente são poucas as frutas que contém vitamina D. Desde que recebi a notícia bombástica mudei o cardápio e venho tentando ingerir pelo menos uma vez ao dia alimentos com vitamina D.  Entre os  que considero saborosos, estão a manteiga, atum e pratos com gemas de ovo na composição. Quando me deparei com o diagnóstico, também me culpei por ter relaxado tanto com minha saúde. Nem me lembro quando foi a última vez que fiz um hemograma completo. É aí você deve estar se perguntando: Jornalista não deveria ser mais consciente que outros profissionais? Aí eu te respondo que deveria sim, mas infelizmente cuidar da gente acaba ficando em segundo plano por causa da sobrecarga de trabalho.  Porém, acredito que tudo o que acontece na vida  tem um propósito, principalmente as coisas  ruins. No meu caso, os 15 minutos de sol sem protetor solar que tenho tomado 3 vezes por semana na praça do meu bairro, além de preservar minha saúde, tem me aproximado mais do que realmente importa: os minutos de silêncio necessários ao relaxamento, admirar as crianças brincando inspiram e me levam a crer nos meus sonhos, entre eles o de ser mãe,  e por fim a beleza da natureza que me encanta! E você,  de que tipo de check-up está precisando?

Anúncios

Vintage & Retrô

imageSou apaixonada por tudo que é vintage e retrô, sem exceção. Da moda, passando pela decoração, móveis e tudo que se relaciona a esses estilos. Gosto de garimpar produtos na internet e se vejo uma vitrine com produtos do tipo, piro mesmo. Ainda bem que tenho um marido compreensivo rs
image
imageimageimage imageimage image. Meus sonhos de consumo atuais: comprar um frigobar Brastemp vermelho que tem até as letras impressas com estilo de época e uma cristaleira de madeira com vidro. Bem, muito se fala em vintage e retrô, mas ainda existe certa confusão sobre o significado das peças. Busquei definições em vários sites e blogs e vou tentar exemplificar. O estilo vintage se refere a produtos antigos, mais precisamente produzidos entre as décadas de 20 até 60.  Sã encontrados geralmente em antiquários e podem ser adquiridos de colecionadores. Mas se fizermos uma varredura em casa com certeza podemos encontrar algo, como uma máquina de escrever, por exemplo. Já o retrô  se refere a produtos novos com características de antiguinhos. Tenho em casa algumas coisas bem bacanas adquiridas durante minhas andanças. Também conheci ambientes inspiradores que quero compartilhar com vocês. Achei encantadoras duas caixas registradoras que decoram a Casa do Chocolate, em Maringá, no sul do Estado do Rio de Janeiro. image image Agora, uma dica de etiqueta : não toque jamais nas peças. Muito legal a ação de marketing de uma empresa de produtos de beleza utilizando uma bike retrô para divulgar sua marca em São Francisco Xavier, distrito de São José dos Campos que tem como principal fonte de renda o turismo. Também em  São José dos  Campos existe o “Boteco 80”, um bar que incluiu em sua decoração painéis de personagens de HQs e desenhos animados, fotos de músicos que marcaram época e brinquedos. E por falar em brinquedos queria levar para casa um Playmobil gigante que estava exposto na entrada de uma loja de brinquedos.   Na minha cozinha tenho ímãs de geladeira que reproduzem  propagandas de bebidas do passado e uma bandeja de pin-up que comprei por um valor bem acessível no  Carrefour. Em Guaratinguetá, também no Vale do Paraíba, viramos fãs da boleria “Sabor Retrô”. O lugar é todo estilizado e além do mais serve uma quiche maravilhosa. Sem contar que,  a um quarteirão de distância você sente aquele aroma maravilhoso de bolo de vó saindo do forno. Eles vendem bolos inteiros para levar para casa e também fatias para você saborear no local com vários tipos de café e chás. Bom, espero que tenham gostado e até o próximo post.