O Arroz nosso de cada dia

O arroz é um alimento consumido por metade da população mundial. De origem asiática, não pode faltar diariamente na mesa dos brasileiros e permite várias combinações.

Até então conhecia apenas o arroz que faz parte das nossas refeições diariamente, o doce com leite condensado

Igreja da comunidade. Os créditos das fotos são do meu maridão.
Igreja da comunidade. Os créditos das fotos são do meu maridão.
Delicioso este arroz doce preto com paçoca e leite condensado.
Delicioso este arroz doce preto com paçoca e leite condensado.

image

Bolinhos de arroz branco com bacalhau e de arroz preto com carne seca.
Bolinhos de arroz branco com bacalhau e de arroz preto com carne seca.

e canela, além do bolinho salgado que fazemos com as sobras. Saí do festival com uma vontade enorme de inovar depois de conhecer inúmeras possibilidades: risotos,   massas feitas com farinha de arroz, arroz preto com carnes, bolinho de bacalhau, com carne seca e doces.

A Colônia do Piaguí é uma comunidade rural formada por descendentes de italianos e o festival gastronômico que ocorre anualmente também celebra a fartura da colheita.

Conforme vocês podem observar nas fotos é um lugar bem agradável e bucólico em que é possível respirar ar puro e valorizar as coisas mais simples da vida, como tomar um pingado no bar da esquina, prosear com os moradores e admirar crianças sorridentes correndo pelas ruas.image

Anúncios

Cafés surpreendentes em Maringá durante uma viagem de férias


image


image image image image image image

Quando eu e meu noivo (hoje estamos casados) decidimos escolher o Hotel Warabi em Maringá, no sul do estado do Rio de Janeiro, para  nos hospedarmos durante nossas férias em abril deste ano não imaginávamos que seríamos surpreendidos com cafés da manhã tão especiais, pois as fotos do estabelecimento detalhavam mais as acomodações, que também são lindas. Sem contar o excelente atendimento do Sr Sérgio e sua esposa, desde os primeiros contatos por telefone. Só para situar melhor vocês que ainda não tiveram o prazer de conhecer a região, Maringá fica entre Visconde de Mauá e Maromba. Voltando as surpresas que estavam reservadas para nós, cada dia o café apresentava uma novidade que nada tem a ver com os que estamos acostumados a ver em outras pousadas ou hotéis. A começar pelas louças, decoração sempre marcada pela beleza de flores delicadas, os beija-flores em grande quantidade nos encantando, e por fim, a parte que motivou este post. Tivemos a oportunidade de saborear no Hotel Warabi muitas coisas saborosas, e entre elas caldinhos servidos em panelinhas de cerâmica, panqueca verde recheada com espinafre, tortas doces, creme de mamão com cassis, frutas carameladas e um bolinho do deuses (que não sei o nome correto, mas creio se tratar de alguma delícia japonesa) que tem a massa parecida com a fogazza que conhecemos recheado com queijo e manjericão. Saímos de lá com uma enorme vontade de voltar na semana seguinte. Em breve escreverei sobre outros aspectos da gastronomia dessa região tão linda. E se você gostou deste post, compartilhe com seus amigos.

As relações de consumo devem mudar em época de crise

Em  tempos de crise no Brasil, com o desemprego a níveis altíssimos, perda de renda, alta dos juros e uma série de indicadores ruins  que só desanimam, programar  as compras de produtos e serviços evitando os excessos, é fundamental para o bem estar pessoal e familiar. Minha gente,  é hora de rever conceitos, reprogramar o orçamento e fundamentalmente manter as contas equilibradas até que um novo ciclo de prosperidade se inicie. Separei algumas dicas de economistas que podem fazer a diferença  no final do mês e ajudar os sofridos assalariados, categoria a qual me incluo. Comece evitando as compras efetuadas por impulso ou na emoção.

Dá para ser feliz economizando. Colar e brinco grafite da Morana que comprei com desconto de 50% em uma loja de shopping.
Dá para ser feliz economizando. Colar e brinco grafite da Morana que comprei com desconto de 50% em uma loja de shopping.
Imagem ilustrativa
Imagem ilustrativa

Exemplo: Você vai ao shopping para um cinema, ao circular pelos corredores você vê na vitrine a blusa perfeita para compor com a calça adquirida na semana anterior, entra na loja usa seu cheque especial ou cartão de crédito e faz a compra. Ao chegar em casa, verifica no seu guarda-roupas que você tem uma blusa quase igual e que ninguém, a não ser você, poderia notar a diferença entre elas. Ou troca seu aparelho celular com três meses de uso pelo aparelho da mesma marca lançado esta semana pelo dobro do preço somente pelo simples fato de ser a última geração do modelo.Esses são exemplos de compras sem necessidade feitas por impulso que devem ser evitadas.

Dica: Antes adquirir qualquer bem de consumo, aguarde 24 horas. Se passado esse tempo você refletiu e ainda acredita que aquele item é mesmo imprescindível para sua vida aí sim pode valer a pena a aquisição, desde que é claro, você tenha recursos disponíveis para isso. Se for usar o limite do cheque especial ou o cartão de crédito “esqueça”.

-Tenha controle das despesas que não acrescentam nada na sua vida, mas pesam consideravelmente no orçamento como multas de trânsito, atraso na devolução ou no pagamento de itens alugados/financiados, o combustível gasto desnecessariamente, entre muitas outras formas de jogar dinheiro fora desnecessariamente.

– Cuidado também com aquelas despesas que não farão falta alguma se não existirem, como a contratação de banda “ultra larga” oferecida pela sua operadora e que não acrescentará nada ao seu uso cotidiano mas custará um bom dinheiro ou a compra por exemplo, de ração diferenciada, roupinha nova ou o mimo do seu Pet só para estar no mesmo nível do seu vizinho.

-Vá ao supermercado já alimentado. Isso evita as compras de itens considerados supérfluos que são colocados estrategicamente nos supermercados para atrair sua atenção e consequentemente seu dinheiro. Não leve criança para fazer as compras. Isso elevará muito a demanda e a conta no final.

-Dedique especial atenção aos serviços. Faça com que todos em casa ajudem a manter a ordem e a organização. Isso permite diminuir os gastos com faxineira, produtos de limpeza, eletricidade, etc. Adote o sistema americano do “faça você mesmo” e cuide do jardim, troque as lâmpadas, faça as pequenas pinturas e reparos da casa, cuide você mesmo da limpeza do carro.

-Organize os horários da casa, banho, almoço, jantar, lavar e passar a roupa. Assim o consumo de água e eletricidade será reduzido drasticamente.

– Mesmo com dificuldade, é imprescindível continuar investindo na educação e formação de seu curriculum bem como, no dos membros da família. Afinal de contas a crise não durará para sempre e vocês precisam estar preparados para quando surgirem as oportunidades.

– Se você não abre mão de ter uma vida cultural,  frequente museus, livrarias, espaços públicos e eventos gratuitos.

É claro que mudar hábitos de uma hora para outra não é fácil, mas o cenário econômico exige. Esses dias estava lendo uma reportagem que mencionava que a retirada do dinheiro da poupança é recorde, porque as pessoas estão utilizando o pouco dinheiro que possuem para pagar dívidas e sobreviver.

Eu me considero uma pessoa consumista, mas aos poucos tenho me conscientizado sobre a importância de valorizar cada centavo que recebo com o suor do meu trabalho, e bota suor nisso. Entre as medidas que estou tomando, ao invés de ir ao salão de beleza estou me aventurando a pintar o cabelo e fazer as unhas em casa. É claro que o resultado final não fica igual a de um profissional qualificado, mas vou me virando até esse “tsunami” passar. Espero que seja logo! Também estou preferindo fazer compras à vista e fico garimpando promoções na internet e lojas físicas também. Portanto, dá para ser vaidosa e andar bem arrumada mesmo em tempos de crise. Eu ainda estou engatinhando na prática do economizar, mas vou conseguir e estou treinando bastante para isso.

Se você gostou deste artigo, compartilhe com seus amigos. Eu ficarei muito grata e estarei cumprindo o meu propósito, que é multiplicar informações do bem para gente do bem. Até o próximo post!

Origem dos Cupcakes

imageUm pouco de história

O cupcake, também conhecido como bolo de xícara, ou bolo de forminha, está intimamente associado ao lúdico, pois remete à alegria, infância, diversão. Diz a lenda que ele surgiu mesmo no Reino Unido, conhecido inicialmente como Fairy Cakes (Bolo das Fadas).

A primeira citação a essa sobremesa deliciosa que se tem notícia é de 1796, quando uma culinarista americana fez uma anotação em um livro mencionando “um bolo para ser assado em pequenas xícaras.”.

Em 1996, foi aberta a primeira cupcakeria em Nova York, mas sua popularização ocorreu depois que o bolinho apareceu em cenas de filmes hollywoodianos, como “O Diabo Veste Prada”, “Mulheres Perfeitas” e Sex and City”.  E se enganou  quem pensava que tudo não passava de um simples modismo. No Brasil, já virou uma febre e ganhou espaço nas festas infantis, chás de bebê, chás de cozinha, casamentos, eventos corporativos e do mundo fashion.image

Várias grifes famosas já imprimiram suas logomarcas nos cupcakes e em algumas festas de bacanas foram até apresentados com joias.

Cupcakemania- Uma coleção que cresce a cada dia

Além de fazer cupcakes, coleciono objetos de decoração, acessórios, utensílios e outras fofurices sobre o tema. É uma forma de resgatar um pouco da minha infância, quando colecionava papéis de carta, figurinhas, bonequinhas de papelão com roupinhas de papel, etc. Hoje o mais bacana é sair garimpando peças bacanas na internet e até encomendar coisas personalizadas, como é o caso de um avental e paninhos de prato.  Creio que tenha hoje umas 10 peças, mas a intenção é aumentar ainda mais a coleção. E você, coleciona alguma coisa? Deixe um comentário aqui ou em nossas redes sociais. Abaixo algumas fotos da minha coleção:image image image image image image image image image image image image PS: A agenda e o cofrinho dei de presente para minha querida sobrinha, que também está virando uma cupcakemaníaca rs.