O verão combina com o estilo Navy

Olá, encantadas lindas.

Estamos a poucos dias do verão e a nova estação nos remete ao sol, mar, navios, e cores marcantes. Se você também pensou no clássico estilo Navy, convido você a embarcar comigo nesse estilo.

Consolidado na década de 20 para nunca mais ser esquecido, o Navy, também conhecido como “estilo marinheiro” tem como características, listras em azul, branco e vermelho, estampas náuticas, como de âncoras e acabamentos em cordas, principalmente em sapatos e bolsas. Essa tendência ressurge com tudo em 2017 com acessórios que completam o visual e ficam ainda mais evidentes combinados a uma peça com estampa floral ou até mesmo com looks lisos.

Inspirada nesta tendência, a Petite Jolie lançou uma coleção inteira, intitulada “Samba Daqui”.

300028_660709_referencia_4_web_
Fotos: Divulgação Petite Jolie

 

As mochilas, queridinhas do dia-a-dia, são compostas pelas famosas listras dos uniformes de marinheiros com detalhes em bege que enaltecem o charme e glamour.

300028_660705_petite_jolie___ref_pj2005_d___preco_sugerido_r___154_90_web_

Para aquelas que valorizam ainda mais as tendências nos detalhes, as bolsas estilo shopper vêm lisas com uma alça fina de corda.

300028_660688_petite_jolie___ref_pj1825_e___preco_sugerido_r__189_90_web_

As rasteirinhas e chinelos ganham cordões e elementos náuticos como boias, âncoras e nós de marinheiro. Alpargatas e tênis se destacam por enaltecer as cores clássicas deste estilo.  Eu ainda não tenho nada da marca, mas fiquei muito interessada nessas peças. Achei muito delicada esta rasteirinha para ser usada em um final de tarde  na praia.

300028_660685_petite_jolie___ref_pj1776_a___preco_sugerido_r_94_90_web_Separei abaixo algumas sugestões de looks super bacanas para mulheres de vários estilos que encontrei no blog Diário da Moda. São peças super versáteis, que vão do trabalho ao lazer.

Quem já é fã ou pretende aderir ao Navy? Beijosblog-com-dicas-de-moda-estilo-navy-listras

Feminices será agora um evento permanente

Olá mulheres do  Vale do Paraíba.

No próximo sábado, dia 19 de novembro, temos um encontro marcado com vocês na terceira edição do  “Feminices”, que desta vez vai ocorrer no salão de beleza Alquimia, em São José dos Campos.

Desta vez teremos música ambiente, um bazar de roupas da Candy Skull Boutique, degustação do café cremoso Caramello e dos bolos exóticos da Sakura Desserts; apresentação dos produtos da Yes Cosmetics, que é uma marca cruelty free ( que não faz testes em animais), manicure a preço promocional no salão ( agendar antes) e sorteios de brindes oferecidos pelas empresas participantes ou apoiadoras.

13557732_971322992989334_73114047767248305_n
A mascotinha do Feminices.

.

A boa notícia é que o evento a partir de agora passa a ser permanente, e itinerante. Portanto, se você é empreendedor, tem um espaço bacana e gostaria de receber o Feminices é só entrar em contato conosco.

O projeto foi idealizado por mim e a dj e empresária, Magdalena Priscila. O objetivo é reunir pessoas criativas, que trabalham com moda alternativa, acessórios,  beleza, artesanato, artes, gastronomia, produtos ecologicamente corretos, entre outros setores. Dentro da proposta somos todos parceiros que aproveitam um determinado espaço para apresentar seus produtos, serviços e comercializá-los.

20161115_101104

Confira um pouco o que rolou na última edição do evento em outubro, na Joaquina Nail Bar, em Jacareí.

img_4997

 

img_4998

Então, não esqueça: Você é nosso convidado especial para o evento para o evento, que acontece neste sábado, 19 de novembro, das 9 horas da manhã às 18 horas no Alquimia Cabeleireiro. O endereço é Avenida Iguape, 670, no Jardim Satélite. Mais informações podem ser obtidas pelo telefone/whatsapp 99773-8243.

 

Parceria nova do blog com a Candy Skull

Olá encantados

O mais novo endereço cool de São José dos Campos fica no Jardim Satélite- A Candy Skull Boutique. As roupas e acessórios exclusivos são garimpados pela proprietária da loja, a dj Magdalena Priscila, em várias partes do Brasil e do mundo. É moda para quem quer fugir do óbvio. E o melhor, com preço camarada.

A estilosa Magdalena Priscila é  proprietária da Candy Skull

 

A Candy Skull passeia por vários estilos, passando pelo vintage, retrô, pop art até o rock and roll. Com certeza você que gosta de moda alternativa vai encontrar peças que são a sua cara.

 

Ao lado da modelo,  a mascotinha que estampa os detalhes da loja. Duas lindinhas!

 

A boa notícia que tenho para contar é que a Candy Skull é a mais nova parceira do blog. Ainda não posso antecipar algumas novidades, mas garanto a vocês que vem muita coisa boa por aí. Aguardem!

 

Gente, diz se não é para divar com esta t-shirt com estampa da Marilyn Monroe?

 

 

E se você não é de São José dos Campos, não se preocupe. A Candy Skull também vende pela internet. É só acessar a Loja Virtual e ela entrega para todo o Brasil.

A loja física fica na Rua Virgem, número 223 , no Jardim Satélite. Mais informações podem ser obtidas no telefone/ whatsApp:   99788-1004.

 

 

Especial Gramado- Comprinhas

Olá gente do bem!

Chegamos ao 4º e último post da série especial sobre Gramado com um tema que amamos.As comprinhas foram feitas sim, mas com responsabilidade. Como eu já tinha exagerado antes, adquirindo coisas para a infra-estrutura da viagem, sobrou para meu maridão. Solidário ao extremo, só comprou uma touca para ele. O resto foi tudo presente para mim.Como este mês comemoramos o Dia dos Namorados, meu niver e 1 ano de casados, vou ter que abrir mão de alguns luxos. Mesmo porque saí de férias e não rola salário em junho.

Bom, mas vamos aos  mimos:

A touca em que apareço na foto foi comprada  mais por necessidade, pois nos  primeiros dias a temperatura chegou a 3 graus e não fui preparada para enfrentar tanto frio. Ela é de lã com um barrado de pêlo sintético. Um charme! Eu sou suspeita para falar, pois no inverno abuso das toucas, chapéus e boinas. Agora estou de olho em um floppy. Quem sabe alguém me dá de presente no dia 27 de junho, né? rs017.JPG

 

Da esquerda para a direita:

IMG_1672

Bota de couro  estilo montaria  do Território do Sapato, outlet que trabalha com marcas de ótima qualidade. Encontrei referências na internet antes da viagem e quis pagar para ver. Achei justo R$ 140,00 reais. Fica na Avenida das Hortênsias, em Gramado.

Na loja  de varejo da Tramontina , em Carlos Barbosa, adquiri apenas um batedor manual de aço inox da linha pela qual sou apaixonada e um dia terei todos os produtos ( La Pasticceria) só  porque todos os utensílios  tem estampa de cupcake.

Agora um produto que é puro glamour: um hidratante  da marca Essência de Fiori que tem na composição espumantes premium. Sabe aquela sensação de frescor e cheiro de quem acabou de sair do banho? É bem suave  e não briga com o perfume. A empresa que fabrica é de Bento Gonçalves, mas comprei em uma loja de presentes que fica dentro do parque temático Epopeia Italiana.

Ainda falando de cosméticos, na loja da Fragram, que já mencionei no segundo post deste especial, comprei um perfume sólido que é perfeito para levar na bolsa. A fragrância lembra muito o Chanel Nº 5. È uma lembrança muito fofa para dar aos amigos e parentes, pois a caixinha apresenta imagens dos principais pontos turísticos da região das Serras Gaúchas.Presenteei meu marido com  um Kit Car, que é  um odorizador de ambiente.

Ambas as marcas citadas também produzem cosméticos a base de uvas, que são frutas típicas da região.

Por fim escolhi este colete mara também de pêlo sintético que custou R$ 100,00 e foi o mais barato que encontrei. A blusinha de linha encontrei em uma promo . No geral, achei que os preços de Gramado não se diferenciam muito das lojas de departamentos do estado de São Paulo. Fui na esperança de encontrar peças em lã bem mais em conta, mas me decepcionei neste quesito.

Bem, pessoal, a série acabou e eu gostaria de saber a opinião de vocês. Gostaram? Ela foi válida? Comentem aqui que vou ficar feliz.

 

 

In love com as estampas étnicas

Olá, girls. Tudo bem com vocês?

Depois do recesso das festas de final de ano e muito trabalho, porque jornalista não tem folga,  estou de volta com o blog. Espero que em 2016 consiga atingir a meta de produzir pelo menos 1 post por semana para vocês.

Ícones dos anos 70, as estampas étnicas ressurgiram mais uma vez nesta estação  para provar que a moda realmente  vai e volta. Eu particularmente gosto desse estilo porque as cores são alegres e super combinam com o verão.  Apesar de serem rústicas,  os looks  com essas estampas vão perfeitamente  do casual ao chique, podendo combiná-los com sapatilhas, rasteirinhas e saltos.

Dando uma garimpada na internet esses  dias, encontrei peça bacanas em sites de lojas de departamentos como Renner, Riachuelo e C&A.  No final do post mostro para vocês algumas  que já fazem parte do meu guarda-roupa com essas estampas maras.

A primeira que adquiri foi um macaquinho da Rery em viscose e tons terrosos que estreei na Expobeleza. Depois comprei uma calça flare linda azul  em helanca na Posthaus. Como ela ficou justa em meu corpo, já que tenho um pouco de barriga e quadril largo, veste melhor com uma camisa mais comprida e larguinha ou até uma bata. A terceira aquisição foi uma alpargatas da Satinato que comprei na loja física da Renner e estou morrendo de amores por ela. Por fim, apresento a  vocês  amostras fofas de adesivos para unhas da Maíra Malhone, de São José dos Campos,  que ganhei na Expobeleza.

Então, como vocês podem conferir, as estampas étnicas estão presentes não somente nas roupas, como também nos acessórios. Lembrando que menos é mais. Procure sempre combinar as peças estampadas com outras lisas.

6ebba672-2645-48c9-aa41-30e9d08530db

IMG_1462 (1)

IMG_1464.JPG

FullSizeRender (3)

E vocês, também gostam dessas estampas? Deixem seus comentários aqui, que vou adorar. Um grande beijo! Patrícia

 

A beleza que vai além da crise

image

Aproveitando o gancho da 8ª edição da  Expobeleza, grande evento do setor que ocorre até a próxima segunda-feira, dia 9 de novembro, em São José dos Campos ( SP), minha cidade, quero abordar a importância deste segmento não somente para a economia, como para o indivíduo.

A palavra crise não existe para o setor de beleza. Esses dias estava até comentando com colegas de trabalho essa realidade. E a mulher, é claro,  tem uma grande participação nisso. Porque somos assim: queremos estar bonitas nos momentos de infortúnio e também nos mais felizes. É por isso que compartilho da ideia que beleza é um estado de espírito.  Eu, por exemplo, quando estou meio para baixo, a primeira coisa que faço é mudar a cor do cabelo ou fazer um corte radical. Sobre adquirir roupas, sapatos, cosméticos, é melhor nem comentar rs.  Tem gente que recorre a drenagem, lipo, e por aí vai. Enfim, e hoje os homens também estão bem mais vaidosos que há 20 anos  e têm recorrido a produtos para adiar o envelhecimento, melhorarem o aspecto da pele e se sentirem também mais bonitos. E por que não? A classe feminina apoia sim.

Mas, para exemplificar isto que estou falando vamos a uma informação importante. Em termos globais, o Brasil é o terceiro maior mercado consumidor de produtos de beleza, só perdendo para o Japão e Estados Unidos. Nem vou entrar no mérito dos números para o post não ficar chato, mas o faturamento é grande, viu?  E se a alta do dólar está impedindo que as pessoas recorram aos produtos importados, chegou a hora e a vez dos nacionais mostrarem o seu valor. E como consumidora e consumista que sou, posso afirmar categoricamente que existem muitas marcas genuinamente brasileiras que já estão em um  patamar que podem ser facilmente substituídas pelas estrangeiras. Como estudiosa de Comunicação Empresarial posso dizer também que as blogueiras também têm contribuído enormemente para  alavancar os negócios dessas empresas, com a geração de mídia espontânea. Mesmo porque a grande maioria paga pelos produtos  que consome, então as postagens e vídeos acabam tendo mais credibilidade.

Voltando à Expobeleza, estou na expectativa, pois nunca compareci a um evento de grande porte neste setor. Desta vez como blogueira. Já cobri feiras de design, decoração e construção  para uma revista em que trabalhei, mas imagino que seja um mundo muito encantado, que provavelmente precisarei de várias horas para desbravá-lo.  Assisti na tv uma entrevista com  a organizadora e está sendo esperado um público de 20 mil pessoas em 3 dias. São 160 expositores espalhados no pavilhão da  Expo Vale Sul Shopping, que irão apresentar tendências em maquiagem, cabelo e afins. O evento contará com workshops, desfiles, seminários, lançamentos e rodadas de negócios. O que achei mais interessante é que a feira é voltada para todos os públicos dessa cadeia produtiva: indústria, varejo e consumidor final. Bom, é isso. Estarei no evento para comprovar esse boom no segmento e trarei novidades semana que vem em posts e vídeos. Me acompanhem!

“O Câncer de Mama no Alvo da Moda” completa 20 anos no Brasil e incentivou o engajamento de outras marcas na luta contra a doença

Hering foi pioneira e completa agora em 2015 20 anos de parceria no projeto.
Hering foi pioneira e completa agora em 2015 20 anos de parceria no projeto.
Logomarca da campanha
Logomarca da campanha “O câncer de mama no alvo da moda”.

Hoje abordo um assunto que estudei em minha pós graduação em Marketing e adoro, que é a responsabilidade social das empresas. Sabemos que esses projetos agregam valores importantes às marcas, agora uma iniciativa que dura 20 anos é digna de ser um case de um sucesso, que deve ser aplaudido . Atualmente existem várias corporações brasileiras apoiando a luta contra o câncer de mama, mas nem sempre foi assim e eu vou contar para vocês como se deu esse pioneirismo.É importante lembrar que sempre junto com uma grande empresa caminha uma instituição idônea para fazer a diferença, tanto na multiplicação das ações para conscientizar a população, quanto em relação à destinação dos recursos..

E o  Instituto Brasileiro de Controle do Câncer (IBCC) é uma delas, que  acertou no alvo quando trouxe ao Brasil, depois de uma parceria com o Conselho dos Designers de Moda da América em 1995, a campanha Fashion Targets Breast Cancer, criada em 1994 para alertar as mulheres sobre a importância da detecção precoce do câncer de mama.

A iniciativa americana foi do estilista Ralph Lauren, que, após acompanhar a luta de sua amiga e jornalista Nina Hyde contra o câncer de mama, decidiu que precisava usar a moda para falar com as mulheres sobre este assunto. Criador do alvo azul, ele fez mais do que isso. Sua campanha fez sucesso nos EUA e logo chegou ao Brasil, primeiro país a realizá-la fora dos EUA e onde fez ainda mais sucesso, superando até mesmo os resultados alcançados em seu país de origem.

Hoje a campanha está presente também em diversos países como: Austrália, Canadá, Chipre, Colômbia, Grécia, Inglaterra, Irlanda, Islândia, Portugal e Japão.

A campanha contribuiu com as obras de ampliação do hospital do IBCC, fazendo com que seu complexo hospitalar , com sede em São Paulo, crescesse mais de 19 mil metros quadrados.

O valor arrecadado com a Campanha também subsidiou parte do tratamento de milhares de pessoas no IBCC.

Os produtos foram licenciados e a Hering foi a primeira grife de roupas a aderir à causa, que abraça há exatos 20 anos, revertendo parte do valor arrecadado com as vendas ao IBCC. Vários artistas e personalidades também contribuem para o sucesso da campanha, não cobrando cachês para posarem para campanhas publicitárias, a exemplo da top model, Gisele Bundchen.

Essa iniciativa estimulou o engajamento de outras empresas, nos mais diversos segmentos, ajudando também várias outras entidades e hospitais de referência que trabalham a prevenção e tratamento do  câncer de mama. Neste mês estarei apresentando produtos nos segmentos de moda , beleza e decoração em que parte das vendas serão destinadas às campanhas no Outubro Rosa. Fiquem ligados no blog e até o próximo post.

A top Gisele Bundchen foi uma das celebridades que não recebeu cachê para posar para as peças da campanha.
A top Gisele Bundchen foi uma das celebridades que não recebeu cachê para posar para as peças da campanha.