Sobre artes e amizade

Olá, pessoas do bem

Não sei se também acontece com vocês, mas muitas vezes o tempo ( ou a falta dele) e as circunstâncias acabam afastando de nós amigos especiais que conviveram conosco no passado. De alguns só nos restam as fotografias e memórias das situações que vivenciamos juntos. Como seria bom se tivéssemos o poder  de nos reunir novamente num grande encontro com todas as pessoas que um dia foram significativas nas nossas vidas. No meu caso isso seria um pouco mais difícil, porque vivi em Guaratinguetá (SP), minha terra natal, até os 21 anos de idade, e depois morei em  várias cidades para exercer o Jornalismo, lugares onde tive o prazer de conhecer pessoas do Brasil inteiro. Durante minha trajetória pessoal e profissional fiz muitos amigos, mas infelizmente me distanciei da maioria. Ainda bem que temos hoje as redes sociais para manter contato com eles, mesmo que seja virtual. É bom saber que todos estão com saúde, formaram suas famílias e vibrar com as realizações de cada um. E por falar em novas realizações, muitas vezes elas nos levam a reencontrar pessoas. Quem me conhece sabe que adoro e valorizo muito as  diversas formas de artes e artesanato por um simples motivo: o afeto. Quando a criatividade e  as mãos entram em cena existe muito amor envolvido nessa relação. São cores, texturas e materiais que se harmonizam para fazer o outro feliz.

Certo dia  procurando na internet  um produto para transportar as bijoux da minha lojinha vi o trabalho primoroso desenvolvido pela Rúbia Vanessa, amiga das antigas, e fiz uma encomenda. Logo em seguida passou um filme na minha cabeça, e rapidamente me lembrei das aventuras da turma que pegava o ônibus fretado diariamente para estudar na Unitau ( Universidade de Taubaté). Isso há muito tempo atrás rs.  Conheci Rubinha e seu marido, o Xandú, que também é jornalista,  na época da facul. Depois em um outro momento conturbado da minha vida a reencontrei em um movimento da igreja católica. Agora morando em São José dos Campos, pelo menos uma vez por mês me desloco até Guaratinguetá para visitar minha família. Num desses finais de semana que passam num piscar de olhos aproveitei para buscar minha maleta, conhecer o atelier da Rubinha e fiquei apaixonada. Desde o primeiro momento ela foi super atenciosa comigo. Escolhemos os tecidos juntas e tudo foi feito de acordo com a minha personalidade. É claro que não imaginava que seria surpreendida pelos detalhes. Senão não teria graça, né?

IMG-20170826-WA0011
Não ficou uma graça minha maleta?
IMG-20170826-WA0010
Adorei as divisórias que vão deixar as bijoux organizadas e facilitar a visualização das peças pelas clientes.

 

No  lindo cantinho me senti dentro de uma página do Pinterest e queria mostrar para vocês alguns dos objetos decorativos que encontrei por lá produzidos com diversas técnicas. Então, se você pensa em ter uma peça exclusiva em sua casa ou até mesmo dar uma repaginada naquela cadeira velha, por exemplo, recomendo que você conheça o atelier da Rúbia. O atendimento é vip e ela  publica muitas fotos  lindas na sua fan page   Rubigux e no Instagram @rubiguxartes.

Bom gente, tenho certeza que vocês vão se derreter também com tanta beleza e delicadeza. Até o próximo post!

20170826_152915.jpg
De frente para a marca registrada da Rubigux.
20170826_152418.jpg
A escada de uma beliche se transformou neste lindo painel.
20170826_150328.jpg
O armário de aço virou uma peça vintage depois de receber tecido adesivado e aviamentos.
20170826_160141.jpg
Armário feito com caixote de feira.
20170826_160051.jpg
Estou apaixonada por esta luminária.
Anúncios

Inspirações Candy Colors

 

 

OsTons.CarolLabaki

Candy Colors, ou tons pastéis, vieram para ficar. Seja na moda, decoração e até nas makes. Particularmente são cores que me inspiram. Não somente por causa dos cupcakes, macarrons e outras guloseimas que amo, mas porque são tons que transmitem uma paz de espírito muito grande. Faz mais ou menos um ano que tenho garimpado peças candy para comprar. Os tons que mais amo são o menta, azul bebê, lilás, creme e o próprio nude, que entra em algumas paletas. Na foto abaixo elas aparecem tanto no look como na minha sala de visitas.

 

Minhas últimas aquisições foram estas blusas de malha com  gola padre de uma marca chamada Allan Park, que comprei em uma promoção de uma loja no bairro do Itaguá, em Ubatuba.

 

Agora, vejam  abaixo que inspiração bapho de make que recebi de uma assessoria de imprensa.

288258_620255_alexbatista_ckamura_pastel_05724_copy_2_menor__novo_bronze_web_
Créditos- Fotos: Alex Batista; Edição: Vânia Goy; Cabelo: Celso Kamura, Maquiagem: Max Weber; Styling: Fernanda Ary

Novo Bronze

Experimente deixar o pó bronzeador na gaveta por alguns dias e finalizar a pele com um blush bem rosado. Fãs de batons cor-de-rosa têm uma nova tonalidade para testar: o lavanda.
Segredo: aplique o blush só na frente do rosto, na região redondinha que aparece quando você sorri.

Já quero e preciso muito de um batom lavanda. Aceito indicações de marcas, meninas.

Bom, espero ter adocicado vocês também e me falem sobre as cores e peças que mais atraem vocês neste mundo candy. Beijos!

 

 

 

 

 

 

 

Especial Gramado- Passeios

010
Fotos de Marcos de Siqueira Lima

Oi gente

Dando sequência ao especial de Turismo , o segundo post é sobre os passeios que realizamos nas cidades que compõem o roteiro das Serras Gaúchas. Conforme  mencionei no post anterior, apenas um deles foi comprado da agência credenciada pela CVC. Quanto aos demais, recorremos a  outros prestadores de serviços, visando melhores preços e também o atendimento de nossas necessidades. Fora os custos da viagem, acredito que gastamos  cerca R$ 1 mil só com passeios e alimentação. Mas creio que mesmo assim chegamos a economizar uns R$ 500,00.

Para vocês terem uma ideia, só em Gramado, onde ficamos hospedados, tem cerca de 50 atrativos.  Decidimos priorizar passeios que valorizam a cultura e história locais, pois tínhamos apenas 4 dias completos para fazer tudo. No primeiro, conhecemos no centro da cidade,  a rua coberta, que tem um projeto de paisagismo muito bacana , o Palácio dos Festivais, onde ocorre anualmente o Festival Internacional de Cinema , a Igreja de São Pedro, a Fonte do Amor Eterno, a Praça das Etnias e a Rua Borges de Medeiros, o paraíso das compras rs. Só lamento que os preços não sejam convidativos. Depois partimos com o Fumacinha ( ônibus de turismo ) para um city tour em alguns bairros e o Lago Negro.

 

031

 

 

017.JPG

 

042.JPG

041.JPG

067.JPG

044.JPGUm dos passeios obrigatórios  é o Tour Uva e Vinho, incluindo o passeio de Maria Fumaça e outras.atrações. Como um post será somente sobre Gastronomia, vou deixar para abordar a produção de chocolates caseiros,   vinhos e queijos no próximo.

De Gramado seguimos em direção a Carlos Barbosa, uma viagem que de ônibus dura cerca de 2 horas. Lá conhecemos uma das lojas de varejo da Tramontina, que tem fábricas no estado,  com cerca de 18 mil ítens vendidos com cerca de 20% de desconto. Nem preciso dizer que pirei, principalmente com a linha La Pasticceria, que tem inúmeros ítens com tema de cupcake.

085.JPG

Depois de visitar na mesma cidade uma casa típica de queijos, salames e outras guloseimas seguimos para o passeio de Maria Fumaça. Lá se vivencia a magia do trem a vapor, num passeio entre Bento Gonçalves, Garibaldi e Carlos Barbosa. Durante os 23 quilômetros de passeio, o visitante é brindado com um belo cenário da serra, e uma festa muito animada, regada a suco de uva, espumante, além de apresentações artísticas de coral italiano, tarantela, música gaúcha e  teatro. Fomos presenteados também com as entradas do espetáculo “Epopeia Italiana”, apresentado em um parque temático de Bento Gonçalves. Ficamos emocionados em conhecer por meio do cinema, peças de vestuário e performance teatral  a trajetória dos primeiros imigrantes que tiveram que fugir da Itália por causa das guerras,  e que elegeram o Brasil como porto seguro para suas famílias.

096.JPG

 

099.JPG

098.JPGNo dia seguinte partimos de Gramado para Canela de ônibus circular. A viagem é rapidinha, são cerca de 7 quilômetros.  No centro conhecemos a Catedral de Pedra e o comércio local. Depois pegamos um táxi e fomos  até o Parque do  Caracol, que cobra pela entrada com direito a passeio de bondinho, com vista para uma cascata muito bonita.

172.JPG

 

173.JPGNa véspera de irmos embora visitamos o Museu do Perfume, que pertence a empresa Fragram, e também tem entrada franca. Fomos recepcionados por uma atendente, que exibiu um vídeo de 5 minutos sobre a história da perfumaria e curiosidades a respeito de algumas fragrâncias clássicas. No espaço uma grande vitrine exibe embalagens do mundo inteiro. Em uma outra área é possível ter contato com equipamentos antigos usados na produção de perfumes. Também é possível fazer um teste sobre as fragrâncias que mais combinam com a personalidade da pessoa com base nas cores de um desenho. Achei que o o resultado do meu bateu somente  em alguns aspectos, mas achei bastante curioso. A empresa também produz cosméticos e mantém uma loja dentro da área do museu. Entre os produtos que mais me chamaram a atenção está um perfume sólido, ótimo para ser levado na bolsa, e também  uma linha de batons com cores maravilhosas. Para alegria da mulherada tem ainda hidratantes, sabonetes, aromatizadores de ambientes, entre outros ítens. E  é claro que eu não podia sair de lá com as mãos vazias, mas isto já é assunto para o último post desta série, o de comprinhas.

211.JPG

IMG_3707.JPG

 

IMG_3705.JPG
Segundo o teste, pertenço ao Grupo E

 

Outro ponto turístico que merece ser visitado é o Memorial Italiano, uma casa típica de uma antiga família,  com mobiliário,  utensílios domésticos e um porão onde se guardava ferramentas e armazenava vinhos.

270.JPG253.JPG263.JPG

Por fim conhecemos A Mina, espaço que reúne a réplica de uma mina de pedras preciosas, um museu sobre o tema e ainda uma loja mara  de semi-jóias e objetos de decoração, onde dá vontade de morar rs.

342314

Esperam que tenham gostado e aguardem mais 2 posts do especial sobre Gramado e as Serras Gaúchas.  Acompanhem  também o meu trabalho  no instagram, facebook e snapchat.

Kisses

 

 

 

 

APP disponibiliza uma prévia do Museu da Moda Brasileira

 

Um local que reúne moda, cultura e história. Essa é a proposta da Casa da Marquesa de Santos / Museu da Moda Brasileira, em São Cristóvão, no Rio de Janeiro,  que já pode ser acessado on-line antes mesmo da inauguração. A construção de 1826 abrigava o Museu do Primeiro Reinado e, após reforma e restauro, será transformado no primeiro museu nacional dedicado à moda.

Enquanto as obras estão em andamento, o público pode conhecer o acervo, o bairro que foi sede da corte imperial e personagens importantes da história nacional por meio do aplicativo Casa da Marquesa-São Cristóvão Cultural, disponível para Android e iOS. A ferramenta apresenta 100 itens das coleções do museu, entre vestidos, leques, pinturas, gravuras, louças, carnês de baile e porcelanas .

Além disso, os usuários poderão responder a um quiz sobre a história do Império brasileiro, tirar selfies escolhendo as molduras para fotos idênticas às existentes no acervo do museu. O app traz também o guia São Cristóvão Cultural, um mapa interativo do bairro imperial com suas instituições de cultura e lazer e seus pontos de interesse. A região é hoje um pólo de moda na capital fluminense.

O acervo do Museu do Primeiro Reinado será mantido na Casa da Marquesa. O espaço também vai abordar a história da casa que testemunhou o romance entre D. Pedro I e Domitila de Castro Canto e Melo, a Marquesa de Santos, a participação da mulher na história nacional, hábitos e convenções sociais e a moda brasileira, além de exposições itinerantes. O imóvel, de inspiração neoclássica, é tombado pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (IPHAN) e pelo Instituto Estadual do Patrimônio Cultural (INEPAC).  Dei uma navegada no app e achei muito interessante, principalmente as fotografias dos acessórios e louças antigas. Bom, esperam que tenham gostado e vamos aguardar a inauguração do espaço.

casa-da-marquesa-62fbc9-h900
Página inicial do APP

 

O valor que tem uma feira de artesanato

Eu adoro frequentar mercados municipais, feiras de alimentação e artesanato. Em primeiro lugar porque são espaços que têm os vendedores mais simpáticos do comércio, segundo porque dão descontos e em terceiro adoram uma boa prosa, assim como eu. Domingo passado estive em uma feira de artesanato do meu bairro, o Jardim Aquarius,  em São José dos Campos, para ficar antenada às novidades, encontrar umas coisinhas bacanas para mostrar a vocês e também comprar um bocadinho, pouco mesmo, porque em época de crise tive que me virar com 40 reais, e saí de casa com a grana contada para não cair em tentação. Conversando com uma artesã que faz lindas bijous de capim dourado pude perceber que é uma classe super organizada. Muitos integram  associações ou cooperativas que orientam e os ajudam a encontrar caminhos para valorizarem ainda mais os produtos que comercializam. O trabalho manual me encanta, porque você sabe que aquilo está sendo feito com amor. Além de tudo os artesãos pesquisam tendências, garimpam materiais em vários fornecedores para chegar a um custo acessível ao consumidor , abusam da criatividade e são bastante detalhistas e caprichosos. Não é à toa que vários desses trabalhos vão parar no exterior e também são associados a grifes famosas. E são por esses e outros motivos que eu valorizo muito o artesanato  regional. E bendita é a tal economia criativa, que vem proporcionando linhas de crédito para os pequenos investirem e abrindo cada vez mais o mercado para pessoas talentosas exporem seus trabalhos, seja em feiras, eventos e na internet, que vem se mostrando um canal muito eficaz para os artesãos. De   norte a sul do país temos riquezas, muitas vezes escondidas nas mãos mágicas de pessoas  que fazem a felicidade de muita gente, assim como eu, assim como talvez você.  Abaixo os meus achados . Espero que gostem!!!                                                                                                                Sksomania: Bijous em capim dourado: 12 3028- 5842/ 12 99101-7743                         Dom da Cor: Artesanato em Mdf : 12 99190-2441/ 3302-6648                            Biscuit: Marli Gulin:  12 3206-1057/ 99763-9363                                                             Arte nas Mãos- Decoupage- Benilda e Elfe: 12 3952-1023/ 981349186            imageimageimageimageimage

Minhas comprinhas. Da esquerda para a direita:, brinco de capim dourado, enfeite lápis cupcake, prendedores de biscoito sorvetes e bloquinho de anotações cupcake.
Minhas comprinhas. Da esquerda para a direita: brinco de capim dourado, enfeite lápis cupcake, prendedores de biscuit sorvetes e bloquinho de anotações cupcake.

“O Câncer de Mama no Alvo da Moda” completa 20 anos no Brasil e incentivou o engajamento de outras marcas na luta contra a doença

Hering foi pioneira e completa agora em 2015 20 anos de parceria no projeto.
Hering foi pioneira e completa agora em 2015 20 anos de parceria no projeto.
Logomarca da campanha
Logomarca da campanha “O câncer de mama no alvo da moda”.

Hoje abordo um assunto que estudei em minha pós graduação em Marketing e adoro, que é a responsabilidade social das empresas. Sabemos que esses projetos agregam valores importantes às marcas, agora uma iniciativa que dura 20 anos é digna de ser um case de um sucesso, que deve ser aplaudido . Atualmente existem várias corporações brasileiras apoiando a luta contra o câncer de mama, mas nem sempre foi assim e eu vou contar para vocês como se deu esse pioneirismo.É importante lembrar que sempre junto com uma grande empresa caminha uma instituição idônea para fazer a diferença, tanto na multiplicação das ações para conscientizar a população, quanto em relação à destinação dos recursos..

E o  Instituto Brasileiro de Controle do Câncer (IBCC) é uma delas, que  acertou no alvo quando trouxe ao Brasil, depois de uma parceria com o Conselho dos Designers de Moda da América em 1995, a campanha Fashion Targets Breast Cancer, criada em 1994 para alertar as mulheres sobre a importância da detecção precoce do câncer de mama.

A iniciativa americana foi do estilista Ralph Lauren, que, após acompanhar a luta de sua amiga e jornalista Nina Hyde contra o câncer de mama, decidiu que precisava usar a moda para falar com as mulheres sobre este assunto. Criador do alvo azul, ele fez mais do que isso. Sua campanha fez sucesso nos EUA e logo chegou ao Brasil, primeiro país a realizá-la fora dos EUA e onde fez ainda mais sucesso, superando até mesmo os resultados alcançados em seu país de origem.

Hoje a campanha está presente também em diversos países como: Austrália, Canadá, Chipre, Colômbia, Grécia, Inglaterra, Irlanda, Islândia, Portugal e Japão.

A campanha contribuiu com as obras de ampliação do hospital do IBCC, fazendo com que seu complexo hospitalar , com sede em São Paulo, crescesse mais de 19 mil metros quadrados.

O valor arrecadado com a Campanha também subsidiou parte do tratamento de milhares de pessoas no IBCC.

Os produtos foram licenciados e a Hering foi a primeira grife de roupas a aderir à causa, que abraça há exatos 20 anos, revertendo parte do valor arrecadado com as vendas ao IBCC. Vários artistas e personalidades também contribuem para o sucesso da campanha, não cobrando cachês para posarem para campanhas publicitárias, a exemplo da top model, Gisele Bundchen.

Essa iniciativa estimulou o engajamento de outras empresas, nos mais diversos segmentos, ajudando também várias outras entidades e hospitais de referência que trabalham a prevenção e tratamento do  câncer de mama. Neste mês estarei apresentando produtos nos segmentos de moda , beleza e decoração em que parte das vendas serão destinadas às campanhas no Outubro Rosa. Fiquem ligados no blog e até o próximo post.

A top Gisele Bundchen foi uma das celebridades que não recebeu cachê para posar para as peças da campanha.
A top Gisele Bundchen foi uma das celebridades que não recebeu cachê para posar para as peças da campanha.

Minhas mais novas manias de Cupcake

Vocês acreditam que sou uma cupcakemaníaca que às vezes reluta em usar ou expor um determinado produto com medo dele perder as características originais? Mas, às poucos estou mudando isso dentro de mim e tirando tudo das embalagens. Seria uma neura de colecionadora? rs. Enfim, garanto que minhas últimas aquisições terão utilidade em minha cozinha por muito tempo e além do mais, são tão fofas quanto um cupcake. Esta semana instalei meus adesivos azulejinhos da Dona Cereja na parede e não canso de olhar para eles. Já tive outros, mas o que mais atraiu é o fato de serem produzidos com um material lavável. Portanto, sujou, é só passar um paninho úmido que está tudo resolvido. Para quem ainda não conhece a marca vale a pena dar uma espiada no site, onde é possível comprar também os produtos (donacereja.com.br). Além da minha estampa favorita, piro também com os modelos vintage e retrô que as artistas comercializam. Agora o assunto é o  artesanato produzido pela Asasbelas, comandada pela Andreza Muniz. Ainda não nos conhecemos pessoalmente, mas espero que seja em breve. Conheci seu trabalho por meio da amiga em comum Giane Carvalho, do blog Baú Hype, que também é sua cliente e coleciona Matrioskas. Nos comunicamos por meio das redes sociais, e ela sempre muito prestativa, respondeu a todos os meus questionamentos. Porque, confesso, sou uma consumidora exigente, mas não por capricho, e sim para ter a certeza de que os utensílios que procuro vão atender às minhas necessidades. No caso, adquiri do ateliê Asasbelas uma luva que tivesse um forro grosso para retirar meus cups quentinhos do forno e um descanso para minha  panela  de brigadeiro e beijinho, que são os recheios preferidos dos clientes/ amigos que encomendam meus lindos e saborosos bolinhos. Além do quesito atendimento ter recebido nota 10 na minha avaliação, fui surpreendida com produtos super bem acabados, embalagens, etiquetas lindas, mimos, como um cartãozinho de agradecimento escrito à mão e ainda um brinde, que no caso foram 4 “bolachas” para copos com estampa de doces que são um luxo só. E se esta semana comemoramos o Dia do Cliente, me senti vip graças aos mimos da Asasbelas. Trabalho com Comunicação de Marcas e posso garantir a vocês que são ações desse tipo que fidelizam clientes e atraem novos. A Asasbelas tem uma lojinha no site Elo7 e está no facebook e instagram. A empresa Dona Cereja comercializa os produtos no site e também interage nas redes sociais. Bem, se você gostou deste post, siga meu blog, curta minhas redes sociais e compartilhe  com pessoas que você acha que se interessam pelo assunto. Uma ótima semana!

Adesivos Azulejinhos da Dona Cereja
Adesivos Azulejinhos da Dona Cereja
Descanso de panela e luva com forros seguros da Asasbelas.
Descanso de panela e luva com forros seguros da Asasbelas.
Portas-copos que recebi de brinde e cartãozinho manuscrito da Asasbelas. Como não se encantar com tanta gentileza?
Portas-copos que recebi de brinde e cartãozinho manuscrito da Asasbelas. Como não se encantar com tanta gentileza?