Os filhos da MPB

Olá. Tudo bem? Em primeiro lugar gostaria de agradecer a todos que prestigiam o blog e me acompanham nas redes sociais. Sem a motivação de vocês nada seria possível!!!

Este ano pretendo dar um tom mais intimista ao blog, escrevendo sobre minhas memórias, experiências de vida e coisas em que acredito para tentar mudar realidades e termos um mundo com mais amor.

Que tal começarmos falando de uma arte que para mim é a mais transformadora de todas? A música. Qual é a trilha sonora que resume a sua vida?  Talvez você  não tenha uma, mas várias. Se eu tivesse que escolher apenas uma composição seria “Casa no Campo”, de Zé Rodrix, mas afirmo para vocês que não foi uma tarefa fácil, pois sou apaixonada pela Música Popular Brasileira. Acho que escolhi esta composição justamente porque acredito que a beleza reside nas coisas mais simples. E se você tem mais de 40 anos sabe muito bem do que estou falando.  Ainda não tenho casa no campo, mas minha imaginação me transportou muitas vezes para ela, a ponto de me ver dentro da própria construção. Porque assim como  os livros, boas músicas são capazes de nos fazer viajar , experimentar sensações, sentir saudades, recordar histórias, sejam boas ou ruins.

A MPB esteve presente em minha vida desde criança, mas foi a partir dos 20 e poucos anos, mais precisamente, após a faculdade de Jornalismo, que passei a prestar mais atenção no que representava. Mesma época em que as responsabilidades também aumentavam. Quando comecei a trabalhar sempre guardava um dinheirinho para a compra dos cds ( cerca de 100) que ainda tenho guardados por ordem alfabética e não os vendo por dinheiro algum.

 

20180205_163013
Minha coleção de CDs

Vocês acreditam que  num dia  desses de nostalgia, encontrei uma relíquia que nem me lembrava que tinha ? Um CD autografado pelo mestre Belchior. E posso dizer a vocês que transbordei de felicidade. Com o mesmo carinho sempre irei guardar as assinaturas de Chico César e Claúdio Zoli nos encartes dos meus discos. Embora muitos desses músicos das antigas estejam hoje um tanto esquecidos pela mídia, como eu gostaria que soubessem a importância que tiveram em muitos momentos de minha vida. Confesso para vocês que há um tempo atrás achei que não veríamos mais no Brasil, Tons, Vinicius, Toquinhos, Djavans, Miltons, etc, porque a minha lista de músicos inspiradores e com trabalhos excelentes é bem extensa. Minha visão é de uma humilde ouvinte,  mas que  bom que estava enganada. Da nova safra admiro bastante Tiago Iorc, AnaVitoria, Ana Vilela, Tiê, entre outros. E o mais bacana é que são artistas que estão abertos para o novo. Vira e mexe a gente vê um deles gravando composições de músicos experientes e fazendo apresentações com aqueles que trazem consigo a experiência e sabedoria. Isso só comprova que estar aberto para  o novo, independente  da idade, enriquece qualquer ser humano.

20180205_162524
CDs autografados pelos meus ídolos

Assim como muitos de vocês, sou fã do The Voice Kids. E sempre sou felizmente surpreendida com os depoimentos das crianças,  afirmando que foram estimulados a cantar MPB pelos pais ou avós, que são fãs do estilo. Ouçam em casa,  no carro e frequentem shows com seus filhos. Ela tem o poder de estreitar os laços familiares, reafirmar valores, aflorar as emoções, estimular o uso da Língua Portuguesa e também cura as feridas da alma.  Apesar de tantas boas recordações sobre a época dos bolachões (discos de vinil), fitas cassetes e cds, a tecnologia hoje permite que o consumo de música de qualidade seja acessível a todos, o que no passado era possível somente a uma pequena parcela da população. Portanto, viva o Spotify, mas também a herança que estamos deixando para as futuras gerações!

Anúncios

Ensaio em Paraty

 

Quem visita Paraty, no estado do Rio de Janeiro, é remetido ao passado brasileiro. Uma história que começou no século XVI e nos deixou uma magnífica herança.

Andar por suas ruas significa ser personagem principal de uma história que ficou imortalizada.

Como num filme, através das lentes e do olhar poético do meu marido, Marcos Lima, por um dia fui protagonista do período colonial, por meio de seu cais, ruas, igrejas, casarões preservados e sua riquíssima cultura.

Paraty é patrimônio imaterial, cidade intocada, que para todo o  sempre será  lembrada por  importantes acontecimentos ao longo dos séculos, como a participação nos ciclos da cana, do ouro e do café.

A imponente cidade não poderia ter um nome mais sugestivo. É um presente que nos foi dado para ser apenas contemplado!

Espaço que reúne gastronomia e cultura em Santa Branca remete os visitantes ao século XVIII

imageOlá, pessoal

Hoje a dica é de um espaço que reúne gastronomia e cultura muito legal que tive a felicidade  de conhecer em Santa Branca, uma cidadezinha muito simpática com muitas ladeiras e igrejas antigas. Para vocês se situarem melhor:  fica   encostada em Jacareí , aqui no Vale do Paraíba. Me refiro ao restaurante Engenho Velho, localizado na Estrada Rural Santa Branca/Salesópolis. Mas não se preocupe, o trajeto por estrada de terra é bem curtinho, não chega a 2 quilômetros.

Confesso que à primeira vista, ao ver as fotos no site, o lugar não me atraiu muito, parecia ser mais um restaurante. Mas, quisemos pagar para ver, e quando eu e meu marido chegamos lá, ficamos encantados. O local é digno de cenário de cinema. Abriga um restaurante da gastronomia caipira, com música ao vivo aos domingos  e muita variedade de saladas e sobremesas deliciosas. Tudo por quilo e a preços convidativos.

O espaço é sede de uma antiga fazenda do ciclo do café, que data do século XVIII. Eu, que  particularmente sou apaixonada pela arquitetura em estilo colonial, queria pegar minhas coisas e mudar para lá imediatamente rs.

A área de lazer também é uma atração à parte, com exposição de antiguidades em uma sala que serve de museu e reúne objetos como telefones, máquinas de costura, oratórios, móveis e vários outros objetos de época. Tem ainda uma roda d’ água, alambique, uma nascente, rede para descansar  e muito verde. O ambiente é super familiar, ideal para passar o dia ouvindo o canto dos pássaros em meio à uma natureza mais que privilegiada.

Espero  que você tenha gostado da minha sugestão de Turismo e se for conhecer o espaço, comente aqui no blog.

Mais informações podem ser obtidas no site http://www.restauranteengenhovelho.com.br ou pelos telefones 12 3972-0351/ 3972-1660

O crédito das fotos vai para o meu marido e parceiro de todas as horas, Marcos de Siqueira Lima.

Uma ótima semana e até o próximo post.

image

 

image

imageimageimage