Sobre artes e amizade

Olá, pessoas do bem

Não sei se também acontece com vocês, mas muitas vezes o tempo ( ou a falta dele) e as circunstâncias acabam afastando de nós amigos especiais que conviveram conosco no passado. De alguns só nos restam as fotografias e memórias das situações que vivenciamos juntos. Como seria bom se tivéssemos o poder  de nos reunir novamente num grande encontro com todas as pessoas que um dia foram significativas nas nossas vidas. No meu caso isso seria um pouco mais difícil, porque vivi em Guaratinguetá (SP), minha terra natal, até os 21 anos de idade, e depois morei em  várias cidades para exercer o Jornalismo, lugares onde tive o prazer de conhecer pessoas do Brasil inteiro. Durante minha trajetória pessoal e profissional fiz muitos amigos, mas infelizmente me distanciei da maioria. Ainda bem que temos hoje as redes sociais para manter contato com eles, mesmo que seja virtual. É bom saber que todos estão com saúde, formaram suas famílias e vibrar com as realizações de cada um. E por falar em novas realizações, muitas vezes elas nos levam a reencontrar pessoas. Quem me conhece sabe que adoro e valorizo muito as  diversas formas de artes e artesanato por um simples motivo: o afeto. Quando a criatividade e  as mãos entram em cena existe muito amor envolvido nessa relação. São cores, texturas e materiais que se harmonizam para fazer o outro feliz.

Certo dia  procurando na internet  um produto para transportar as bijoux da minha lojinha vi o trabalho primoroso desenvolvido pela Rúbia Vanessa, amiga das antigas, e fiz uma encomenda. Logo em seguida passou um filme na minha cabeça, e rapidamente me lembrei das aventuras da turma que pegava o ônibus fretado diariamente para estudar na Unitau ( Universidade de Taubaté). Isso há muito tempo atrás rs.  Conheci Rubinha e seu marido, o Xandú, que também é jornalista,  na época da facul. Depois em um outro momento conturbado da minha vida a reencontrei em um movimento da igreja católica. Agora morando em São José dos Campos, pelo menos uma vez por mês me desloco até Guaratinguetá para visitar minha família. Num desses finais de semana que passam num piscar de olhos aproveitei para buscar minha maleta, conhecer o atelier da Rubinha e fiquei apaixonada. Desde o primeiro momento ela foi super atenciosa comigo. Escolhemos os tecidos juntas e tudo foi feito de acordo com a minha personalidade. É claro que não imaginava que seria surpreendida pelos detalhes. Senão não teria graça, né?

IMG-20170826-WA0011
Não ficou uma graça minha maleta?
IMG-20170826-WA0010
Adorei as divisórias que vão deixar as bijoux organizadas e facilitar a visualização das peças pelas clientes.

 

No  lindo cantinho me senti dentro de uma página do Pinterest e queria mostrar para vocês alguns dos objetos decorativos que encontrei por lá produzidos com diversas técnicas. Então, se você pensa em ter uma peça exclusiva em sua casa ou até mesmo dar uma repaginada naquela cadeira velha, por exemplo, recomendo que você conheça o atelier da Rúbia. O atendimento é vip e ela  publica muitas fotos  lindas na sua fan page   Rubigux e no Instagram @rubiguxartes.

Bom gente, tenho certeza que vocês vão se derreter também com tanta beleza e delicadeza. Até o próximo post!

20170826_152915.jpg
De frente para a marca registrada da Rubigux.
20170826_152418.jpg
A escada de uma beliche se transformou neste lindo painel.
20170826_150328.jpg
O armário de aço virou uma peça vintage depois de receber tecido adesivado e aviamentos.
20170826_160141.jpg
Armário feito com caixote de feira.
20170826_160051.jpg
Estou apaixonada por esta luminária.
Anúncios

Vem aí a temporada das adegas

Olá, pessoal

Hoje o assunto interessa aos apreciadores de vinhos. Com a proximidade do inverno aumenta a procura por adegas. Além de dar um toque maravilhoso na decoração de ambientes, o  ítem é responsável pela conservação e temperatura ideal desta bebida dos deuses.

Ainda não temos uma adega no apê por falta de espaço, porque tanto eu como meu marido somos apaixonados por vinhos. Mas posso garantir para vocês que em breve teremos uma lindona para chamar de nossa.

Para inspirar vocês fiz uma seleção de produtos que encontrei em minhas andanças e também lançamentos de uma marca. É claro que o modelo tem que seguir o estilo da sua casa, né?

Começo mostrando  peças mais acessíveis feitas com caixotes de madeira que custam entre R$ 250,00 e R$300,00. As adegas são produzidas  por  Mestiço e Nina e podem  ser encontradas na feira de artesanato que ocorre todos os domingos no Jardim Aquarius, em São José dos Campos. 20170515_163802

Eu particularmente amo modelos mais tradicionais  e também gosto da praticidade das rodinhas, o que permite mudar facilmente o móvel de um lugar para outro.

20170515_163918

Já  este segundo projeto mais ambicioso creio que foi  pensado por um arquiteto. A adega fazia parte da decoração de uma loja de móveis e decoração localizada na rua coberta, em Gramado, no Rio Grande do Sul. Não sei se o ambiente ainda está projetado desta forma porque estive lá no ano passado, mas adorei a ideia de um espaço com formas geométricas variadas.

007

 

Por fim mostro a vocês 2 lançamentos de adegas Gourmet da Cadence que são a cara da modernidade: a ADE180 e a ADE081. Ambas contam com o sistema de resfriamento Peltier, que possui baixo consumo de energia e ausência de barulho ou vibração.

709912eb-1400-4565-a26d-0bbd7f97c853
Preço sugerido: R$ 699,90

Também são compostas de prateleiras reclináveis que permitem armazenar as garrafas inclinadas, possibilitando que o líquido tenha maior contato com a cortiça da rolha, e garantindo assim a integridade do vinho.

ADE180_01
Preço sugerido: R$1299,90

Com display touch control sensível ao toque e sistema eletrônico de seleção da temperatura ideal (eletronic control), as adegas permitem a escolha exata da temperatura, tornando-as ainda mais precisas. Sua porta de vidro duplo temperado preserva ainda mais a temperatura interna da adega, conservando os vinhos sem nenhum tipo de influência externa.

E aí, qual modelo vocês preferem? Comprariam uma adega ou já têm em casa? Compartilhem comigo suas experiências. Se quiserem podem enviar fotos no email: encantadocupcake@gmail.com. Terei prazer em publicá-las em minhas redes sociais.

Para quem tiver interesse estou deixando o contato de Mestiço e Nina, que fazem as adegas de caixotes em madeira: 12 98174-3200

Beijos e até o próximo post!