Uma boa parcela das mulheres sofre com a queda de cabelo

Olá, meninas.

Vocês também são dessas que deixam seu rastro por meio dos fios de cabelo?  É um problema que incomoda a nós mesmas e quem convive conosco, pois eles caem no chão e ninguém merece isso depois de fazer uma mega faxina na casa. Se sua escova fica cheia de cabelo quando o penteia, principalmente após a lavagem, bem vinda ao time, do qual eu faço parte. Os fios simplesmente caem em todos os lugares sem que a gente precise fazer o mínimo esforço. Simples assim. O problema é mais comum do que se imagina, e atinge mais de 40% das mulheres entre as faixas de 20 a 40 e poucos anos.

QUEDA CABELO FOTO

 

O acúmulo de funções, o estresse, a má alimentação e alterações metabólicas estão entre as principais causas. A fragilidade dos fios e a falta de brilho podem sinalizar o que está por vir.

O assunto é  tão sério que existe a  Tricologia, ciência que estuda os cabelos. Reúne atualmente vários especialistas, como biomédicos,  esteticistas, farmacêuticos, nutricionistas, médicos, entre outros, que se unem para oferecer tratamentos eficazes e resultados cada vez melhores.

Segundo o especialista na área e parceiro da RedeCare, o Dr. Danilo Talarico,  a queda de cabelo é uma das queixas mais frequentes em consultas dermatológicas. O médico explica que é muito expressiva a influência negativa da queda de cabelo na autoestima das pacientes. Fatores hereditários nem sempre estão por trás do problema que atinge as mulheres modernas. Assim, conhecer as causas é a melhor maneira de tratar a queda de cabelo.

O folículo capilar apresenta um ciclo biológico, no qual, a queda de aproximadamente 100 fios por dia representa o padrão de normalidade, variando entre as raças e gêneros. Este número mágico vem de um cálculo estimado, baseado na quantidade de fios que temos no couro cabeludo (em média 100 mil fios) e nas fases do ciclo em que esses fios se encontram. Essa é a queda fisiológica e não deve causar preocupações, por ser considerada normal.

Se você está percebendo uma queda superior de fios ou um aumento contínuo dessa queda, ela pode não ter fundo fisiológico e, nesse caso, é importante diferenciar as possíveis patologias causadoras do problema.  A falta de alguma vitamina específica também pode estar associada a este incômodo.

QUEDA CABELO 2.jpg
Foto ilustrativa. Fonte: Google

Porém, para o diagnóstico adequado, é extremamente  importante o acompanhamento médico com dermatologista, que irá detectar a causa e propor a melhor terapêutica para cada caso.

Os tratamentos disponíveis, atualmente, podem ser clínicos, com administração de medicações via oral ou tópica, embora seja muito frequente a necessidade da complementação com outras técnicas minimamente invasivas. Uma dessas técnicas é a intradermoterapia, que consiste em aplicações de substâncias diretamente no couro cabeludo, associadas as tecnologias com LASER e LED,  específicas para o couro cabeludo, sendo que essas técnicas podem ser usadas com efeito sinérgico.
Bom meninas, esperam que vocês tenham gostado do post sobre um tema que tem a ver com a saúde dos cabelos. Afinal de contas, eles são nossos cartões postais e investimos muito tempo e dinheiro na beleza das nossas madeixas, né?

Um grande beijo e até o próximo post.

Anúncios

Dispositivos móveis podem comprometer a beleza do seu pescoço

Olá, pessoal.

Hoje o assunto é beleza, portanto interessa tanto as mulheres quanto aos homens.

Antigamente se dizia que uma das formas de imaginar a idade de uma pessoa era  olhando para o pescoço dela. Só que os tempos são outros, e com certeza depois deste post vocês vão mudar de opinião.

previna-o-envelhecimento-do-pescoco-14-1322

Já parou para pensar quanto tempo do dia você passa olhando para o celular? Pois saiba que o uso de dispositivos móveis está acelerando o processo de envelhecimento em uma região difícil de tratar: o pescoço. A imprensa especializada americana até apelidou o problema como ruga “Tech Neck”.

O ato de inclinar frequentemente a cabeça para baixo a fim de olhar o celular ou outro dispositivo móvel acelera os sinais de envelhecimento em uma área que possui pele delicada.

A pele do pescoço é muito fina, praticamente sem glândulas sebáceas, com espessura próxima a dois milímetros, pouco hidratada e onde há grande movimentação natural pela própria dinâmica da região.

De acordo com a Dra. Claudia Marçal, dermatologista da Sociedade Brasileira de Dermatologia e da Academia Americana de Dermatologia, os movimentos musculares do pescoço realizados a todo o instante sejam voluntários como a laterização, extensão, inclinação para baixo ou mesmo na mastigação e fala produzem inicialmente pequenas linhas, que com o passar do tempo vão se acentuando. “Elas adquirem o status de rugas e sulcos bastante marcados como verdadeiros colares cervicais horizontais”, explica a especialista.

O termo tem se tornado uma das novas preocupações em skincare, pois o constante dobramento da pele em movimentos repetitivos, característico da era das selfies, tem aumentado a procura por tratamentos preventivos e corretivos das rugas e linhas do pescoço.

Acontece que a área é quase sempre esquecida, mesmo para quem tem o hábito de cuidar do rosto.

A dermatologista acrescenta que a própria característica local somada às agressões ambientais como água quente, frio, poluição, ar condicionado, sol, vento e o uso de perfumes contendo álcool e bijuterias podem provocar ainda mais ressecamento, vermelhidão e mudança da textura da região.

Prevenção

images (2)

A boa notícia é que podemos prevenir o envelhecimento precoce da pele. Então, seguem as dicas da Dra Claudia Marçal:

-Quando mexer nos dispositivos, manter a cabeça em um ângulo de 0 grau e a postura alinhada. O celular deve ser erguido na direção dos olhos;

-Com relação aos cuidados diários, a médica indica sabonetes neutros ou loções de limpeza à base de ativos calmantes;

-As loções tônicas vêm na sequência e vão preparar a pele para receber o sérum tensor que pode conter Hyaxel ácido hialurônico de baixo peso molecular, antioxidantes, vitaminas e glicosaminoglicanas, além de substâncias que recuperem a volumetria da região como Adipofill e Sculptessence”;

-O protetor solar deve ter FPS 30 no mínimo e ser reaplicado após 4horas no dia a dia;

-À noite, após a higienização, o pescoço pode receber água termal em jatos e após alguns minutos, usar vitamina C na forma de sérum, emulsão ou espuma associada a outras vitaminas como B5, E, F e alfa hidroxiácidos, alternando com nutritivos.

Espero que as orientações tenham sido válidas, porque ninguém merece envelhecer antes do tempo né, gente? Beijos e cuidado com o celular!